Notícia

Distanciamento Controlado: Eduardo Leite apresenta resultado da análise dos recursos apresentados quanto à classificação preliminar das cores das bandeiras e anuncia mudanças

29 de Junho de 2020
Distanciamento Controlado: Eduardo Leite apresenta resultado da análise dos recursos apresentados quanto à classificação preliminar das cores das bandeiras e anuncia mudanças

Em pronunciamento realizado nesta tarde, o Governador do Estado do Rio Grande do Sul divulgou o resultado da análise dos recursos apresentados quanto à classificação preliminar das cores das bandeiras, na sistemática do Distanciamento Social Controlado. Das nove regiões que constavam nessa situação, seis permaneceram, por estarem com risco epidemiológico alto: Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Passo Fundo e Santo Ângelo.

Vale salientar, de acordo com o que dispõe o § 5º do art. 6º do Decreto Estadual nº 55.240/2020, que as regiões de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Capão da Canoa não poderão, na próxima semana (de 7 a 13 de julho) retornar para a bandeira laranja. Será necessário que, por duas semanas consecutivas, apresentem indicadores melhores, demonstrando risco moderado, para voltar à bandeira laranja.

As regiões de Caxias do Sul, Erechim e Palmeira das Missões tiveram seus pedidos de reconsideração atendidos e foram classificados com Bandeira Final Laranja.

Também foram anunciadas algumas mudanças nas medidas segmentadas nas atividades de comércio, serviços e educação.

COMÉRCIO

• Comércio varejista não essencial (de rua, centro comercial e shopping): fica permitido o comércio eletrônico e a tele-entrega na bandeira vermelha
• Comércio de combustíveis: maior teto de operação nas bandeiras vermelha (75% dos trabalhadores) e preta (50%)

EDUCAÇÃO

• Ensino superior, pós-graduação e ensino médio concomitante: fica permitida a realização de estágio final obrigatório para estudantes da área da saúde (assistentes sociais; biólogos; biomédicos; profissionais de educação física; enfermeiros; farmacêuticos; fisioterapeutas; fonoaudiólogos; médicos; médicos-veterinários; nutricionistas; odontólogos; psicólogos; e terapeutas ocupacionais) nas bandeiras vermelha e preta, respeitando o teto de 50% dos alunos e 50% dos trabalhadores.

SERVIÇOS

• Academias e clubes: foi feita uma mudança de redação no modo de atendimento, em vez de atendimento individualizado/co-habitante “por ambiente”, passa a permitir o atendimento individualizado/co-habitante em espaços de “mínimo de 16m² por pessoa”.

Salientamos que, ainda nesta noite, deve ser publicado o Decreto Estadual com as medidas sanitárias segmentadas que vigerão de amanhã, 30 de junho, até a próxima segunda-feira, 6 de julho.

Data da Notícia: 29/06/2020